Publicado por: animo30 | 22 de Junho de 2009

E O LOUSAL AQUI TÃO PERTO

lousal1

Quando enviei esta imagem ao meu querido amigo Carlos Júlio, da TSFÉvora e um dos responsáveis máximos pela deslocação da Exposição Perto do Princípio para Aljustrel e Messejana, disse-me simplesmente que parecia o Fittipaldi Mineiro!!!É aos comandos desta pequena locomotiva mineira que vos convido para uma breve viagem pelo complexo turístico das Minas do Lousal onde tive o privilégio de assentar arraiais por algumas horas aquando da montagem da referida Exposição.

A minha homenagem, assim, antes de tudo o mais, aos mineiros do Lousal!

lousal2

Dificuldades várias impediram a atempada e prometida edição desta pequena reportagem mas o comentário aqui caído, e que recuperámos como texto principal, obriga a que não se demore mais tempo! E começamos já por destacar a D.Fernanda Calado como uma das responsáveis pelo coração gastronómico do Complexo da Mina do Saber, ou, melhor, da Mina do Sabor, tamanha a qualidade quer da gastronomia quer da animação cultural que ela proporciona a quem visita a unidade. Infelizmente não temos imagem da Dª Fernanda só nos restando aconselhar aos nosso amigos que comprovem o que dizemos visitando! lousal12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A palavra à Dª Fernanda, que teve a amabilidade de ver a nossa despretensiosa prestação televisiva, e a quem, desde já, agradecemos a atenção:

Pela Terra Mineira do Lousal passou um casal muito interessante, a conversa trocada, entre nós, aparentemente superficial conteve de certa forma algo de inspirador, afinal o homem era um artista !!! Um laço foi criado por um simples e valioso anel de sentimentos que entre Saberes e Sabores foi descoberto .Afinal o homem dá “ânimo” às gentes e terras de autenticidade. Um bem haja por existir e distribuir bons valores. Como alguém já disse: Não vivo para “comentar” Mas “comento” porque vivo. E assim roda o mundo… infelizmente é o que não deve ser… basta, no entanto, mais arte de viver! Obrigado, António Colaço. Por acaso gostei da sua gravata mas a sua postura contributiva foi muito mais interessante. M.Fernanda Calado Lousal /Grândola Pela Terra Mineira do Lousal passou um casal muito interessante, a conversa trocada, entre nós, aparentemente superficial conteve de certa forma algo de inspirador, afinal o homem era um artista !!! Um laço foi criado por um simples e valioso anel de sentimentos que entre Saberes e Sabores foi descoberto .Afinal o homem dá “ânimo” às gentes e terras de autenticidade. Um bem haja por existir e distribuir bons valores. Como alguém já disse: Não vivo para “comentar” Mas “comento” porque vivo. E assim roda o mundo… infelizmente é o que não deve ser… basta, no entanto, mais arte de viver!

Obrigado, António Colaço. Por acaso gostei da sua gravata mas a sua postura contributiva foi muito mais interessante.

M.Fernanda Calado

Lousal . Grandola

E pronto, é altura de Saborearmos o Saber da Mina. A viagem passa pelo “Jantarinho”, delicioso manjar de grão, enchidos, um tinto de Pias, sericaia e, sobretudo, a sentida animação do Coro dos antigos minieros do Lousal. Depois, para fazer a digestão, damos uma volta pelo Centro de Artesanato e do que resta das minas propiamente ditas!

lousal14

lousal17

lousal13

 

 

 

 

 

 

 

Os mineiros do Lousal, numa original encenação – eles são,afinal, comensais como nós, só que ….comem e…cantam!Simplemente fabulosos! – acrescentam mais sabor ao tempero dos pratos que se acercam das mesas.

Depois podemos subir ao primeiro andar e deliciar-nos com as telas, mas, sobretudo, a cerâmica de Paula Lança e a arte popular-mitológica, mais arrojada, de João Água Morna. A não perder.

lousal9

lousal11

lousal10

 

 

 

 

 

 

 

 

Já no exterior, uma breve ronda pela rota das pirites!

 

lousal7

 

 

 

lousal8

 

 

 

 

 

 

 

lousal6

 

 

 

 

 

 

 

 

Em pleno Centro de Artesanato, ocasião para descobrir outros licorosos sabores – Licor de Coentro, imaginem só – e perdermo-nos nos aturados trabalhos de Paula Lança – uma novidade, sem dúvida, na exímia forma como transporta para o barro o rendilhado dos mais diversos bordados. A seu lado Idalina Matos, uma outra bordadeira de reconhecidos méritos patentes nas diversas condecorações de que já foi alvo por parte de diversas entidades.Uma verdadeira Mina do Saber mas …. à superfície!

lousal3

 

 

 

 

 

 

 

 

lousal4

 

 

 

 

 

 

 

 

lousal16

 

 

 

 

 

 

 

 

06062009163a

 

 

 

 

 

 

 

 

E pronto, meu caro Carlos Júlio, esta descida à Mina do Saber só podia mesmo terminar com este meu público OBRIGADO ao teu empenhamento, mas, sobretudo, à tua grande amizade, à tua, como dizer, à nossa grande inquietação!.Tardio ( não, não vou meter-me connosco, alentejanos!!!) mas garantido! A todos, muito obrigado por esta alentejana reconfirmação!

antónio colaço

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: