Publicado por: animo30 | 29 de Junho de 2009

PEDREGULHO?NÂO!OBRIGADO!!! (2)

 

pedregulho2a

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Câmara de Abrantes decidiu construir um paralelípipedo no centro histórico. Uma obra intelectual, imponente, polémica, horrenda, mas como tem a assinatura do arquitecto Carrilho da Graça, a coisa está assegurada. É cultura, meus!

O crime foi-me dado a conhecer pelo blogue Animo do meu querido amigo António Colaço. E depois de ver a estupidez não queria acreditar.

Entretanto li não sei onde, o meu colega arquitecto a justificar por palavras o que a vista não consegue digerir. É um argumento, ou uma ferramenta, que os artistas costumam usar quando o que desenham é uma bosta. Já vi paginadores de jornais (que não são sequer artistas nem jornalistas) a justificarem com teorias delirantes o facto óbvio de a paginação de uma reportagem estar uma simples…merda. Julgam sempre que uma tretas podem salvar uma solução de jerico, desde que falem baixo, pausadamente.

Estou-me nas tintas para o meu colega Carrilho da Graça e para os seus prémios. Até gosto de peças suas, embora ache sempre que são mais esculturas para o utilizador servir, do que para servirem o utilizador. O pior que a arquitectura pode ter é esse conceito do bonitinho e do artístico. O sonho tem de vir depois da função. E é a função que “genializa” a forma. Se é funcional é bonito, se é bonito pode ser uma inutilidade e o tempo se encarregará de liquidar a proeza.

Não percebo porque tem Abrantes de levar com um caixote para a vida e não percebo que direito tem um arquitecto de incomodar toda uma população com ruído visual. Não percebo. Mas Carrilho dirá de sua graça com mais uma tirada teórica. Faz-me lembrar o arquitecto Braizinha que tive no último ano de arquitectura. Desprovido de talento, passava as aulas a gabar as virtudes dos bairros clandestinos à volta de Lisboa, enquanto ia citando umas frases de algibeira. Eles intelectualizam nós temos de levar com os mastodontes.

Luiz Carvalho, In Istante Fatal

2

Carissimo ABrantino ( com “A”grande!)

Imagine que só agora vi a sua resposta à minha mensagem.

 Pois é tenho desde essa altura feito uma cruzada bastante sózinho para chamar a atenção da malta, porque o que faz falta é avisar a malta (como dizia o outro!) Em todo o caso está decorrer uma petição on-line para repensar este “pedragulho” por favor mande para os seus contactos.

 António Castelbranco

 

NR

Duas reacções de peso e ambas de arquitectos! Na primeira, o meu querido amigo Luiz Carvalho, arquitecto de instantes …. fatais,na segunda António Castelbranco,  que ainda não tropeçou na ânimo e sim no Adufe! A ambos, Abrantes agradece.

Anúncios

Responses

  1. Pois Lembrei-me de uma canção do Zeca:

    Um monstro saiu à rua num dia assim…
    e a câmara decidiu tudo, tudo sem mim…
    horrenda figura fica neste lugar
    que a minha vista vai ter de suportar

    Para isto: Vai a minha gargalhada de desprezo eh eh eh!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: